quinta-feira, 29 de julho de 2010

Eu não consigo explicar você


Era noite e ela era provavelmente uma das poucas garotas acordadas na sua cidade. Seus olhos estavam inchados de tanto chorar e o sorriso confiante no rosto já não estava mais alí. Todos nós sabemos o que precisa para uma pequena menina ficar assim: Amor não correspondido.
Foi alí, com os braços em volta dos joelhos que decidiu escrever pra aliviar a dor. Arrumou uns pedaços lascados de papeis, uma caneta com pouca tinta e transformou toda dor em palavras.

"Passei dias pensando sobre nossas brigas, fui dormir chorando tantas noites por culpa do seu orgulho enorme. Qualquer coisa que eu diga tira sua paciência, qualquer coisa que eu faça faz você perder a cabeça. Cada vez mais e mais.
A minha vontade é jogar tudo pro alto também, esperar você voltar pra mim, como eu volto pra você. Sem ter medo de levar um não, sem ter medo de não ser perdoado, eu me entrego por inteira. Não entendo o porquê de você não poder fazer o mesmo.
Pra mim, você é mais medroso que eu e o orgulho é puro disfarce.

E apesar do errado ser você, eu não perco minha fé e minha vontade de estar contigo. Mas você está perdendo. Eu nunca vi alguém pra ser tão cabeça dura, tão irônico ou imprevisível.

Não quero que perca seu tempo precioso lendo essa carta estúpida, mas me diga, já que nunca me olhou durante muito tempo: O que existe entre a distância de nossos olhos?
É uma coisa concreta e pálida que faz você perder a visão ou é só medo seu de se encantar por mim e descobrir que o amor não é psicológico?"

Sem uma despedida ou assinatura, enviou pelo correio pra casa do infeliz e nunca obteve respostas. Mas ao olhar de novo pra tal rapaz, percebeu que muita coisa mudou. Agora, ele fitava a todos nos olhos, sem medo nenhum.


Texto para gincana OUAT, 3ª fase.


Mais um texto pra gincana do OUAT. Na verdade, eu refiz, espero que aceitem! Torçam por mim, beijos! :*

12 comentários:

Rodolpho Padovani disse...

Ah, gostei do seu texto, escrevemos de tipos diferentes de amor, hehe
Valeu por ter passado lá no meu blo...

Bjs e boa sorte pra nós!

Gabe Candido disse...

Muito bom =D
Boa sorte no OUAT
bjs

Vanessa disse...

Ai, o orgulho é obstáculo para o amor, para a amizade, para todos os tipos de relações. Mas o medo é ainda pior. Gostei muito do seu texto.

cαmilα disse...

que texto lindo *-*
dá até pra sentir como ela se sente. Boa sorte no OUAT !

Marcos Almeida disse...

O amor é tão frio quanto a morte em ambos há o medo da dor, Lindo texto e a parte que eu mais gostei foi quando colocaste ele na parede " pra mim você é mais medroso que eu". Belo texto. Boa sorte no OUAT.

Abraços do menino em fragmentos.

Ana Carolina Lima Da Rosa disse...

Gostei do seu texto.
boa sorte na 3ª fase da gincana do OUAT.

Dryka Sales disse...

lindo o texto *-*

Camila Carvalho disse...

Ah, que lindo... É sempre bom escrever pra aliviar a dor.
Adorei mesmo!
Parabéns e brigada por seguir! Tô te seguindo também
Abraço

Karla Hack disse...

Puro Lirismo e alma...
Adorei!

;D

Carolina Hermanas disse...

Que lindo *_*.*vai ganhar,vai ganhar*.AHAHHAH!

AAAAH,sabemos que essa pessoa NÃO nos ama, e mesmo assim continuamos insistindo em perguntar o motivo pelo qual não dá certo.Simples: não é a pessoa certa :(

=

Heeeei,seu layout está lindão *_*

ana disse...

http://bittersweetzpace.blogspot.com/2010/08/selo.html
selei amr :]

Thizi disse...

Perfeito! Não há outra palavra qe possa descrever esse texto. Ainda bem que nõ há como jogar tudo pro alto e esperar que voltem para nós né?

www.flickr.com