segunda-feira, 2 de agosto de 2010

O céu, a esperança e o amor




Nunca havia reparado como o céu é tão azul, como o sol brilha tanto e como cada nuvem, tem seu desenho - mesmo que embolado - perfeito no céu. Não havia percebido que tenho dias lindos, mesmo quietinhos, reservados só pra mim.
Isso, porque sempre fui desligada de tudo, desligada do mundo. Na maioria das vezes, gostei de sofrer. Fugi das bondades, me desliguei da família, evitei amigos, colegas, namorados.
Eu fui ninguém, eu senti medo, frio e sede. Eu me rasguei por dentro esperando por um olhar bondoso, que me ensinasse a ser boa também.

Demorou muito pra aparecer, mas eu aguentei firme e esperei. Eu queria um exemplo pra seguir. Talvez, não tenha sido tão bom, já que o moço que me espelho, não é tão puro assim. Mas sempre li naquelas histórias de amores perfeitos, que você aprende aos poucos, vive aos poucos, ganha aos poucos. Não perdi minha fé.

Queria deixar o preconceito de lado e junto com ele, a idealização de alguém perfeito. Porque isso eu não teria nunca. Pois bem, depois de perder o moço que tudo me ensinou, ganhei alguém cheio de defeitos. Alguém que não perderia a fé também.

- Me dê todas as suas tristezas e dores, menino. Quero sofrer com você. Se a tua cruz for pesada demais, vou segurá-la contigo. E, se tuas dificuldades forem grandes, pedirei por você. - eu disse, em uma noite escura.
- Do que você tá falando?
- Sabe esse vazio que você tem no coração, todo esse aperto e desespero? Eu já tive também, até encontrar um velho moço, um pouco caduco, para me ajudar. Você, com mais sorte que eu ou não, encontrou-me.

Depois de tal noite, o menino começou a reparar na lua e no céu, com cada grandiosa estrela que nele habita. E começou a dar mais valor a vida. Já que alguém, dava valor à ele.

Isso nunca aconteceu, mas ao ter essa história escrita em minha mente, lembrei de duas pessoas. Uma que eu estou sempre (Gabriel) e outra, que já não está tão perto assim (Luan). Eu quero dedicar a elas e dizer algo muito importante também.
Não esqueçam, papai gosta especialmente de vocês.


Texto para OUAT, ultima fase da gincana;

3 comentários:

Jeniffer Yara disse...

Ótima história! *-* Espero que ganhe!

Lindo blog,owwn muito fofo,amei *.*

Beijos.

Carolina Hermanas disse...

Nossa,que história linda *_*
É muuito bom encontrar alguém imperfeito, e que satisfaça todos nossos desejos né?Eu encontrei alguém assim,mesmo que tenha sido por pouco tempo ♥

-

Beeijo :)

Cris Souza disse...

Muito profunda. um texto que deve ser lido até o fim.

www.flickr.com